Universidade do Minho  

         
 
  Autenticação/Login
 
homepage
Mapa do Site
Contactos
FAQs
Email
   
  imprimir
 
voltar 
Exposição Portugalliae Descriptio
B-Lounge, Azurém, entre segunda-feira, 05-11-2018 e sexta-feira, 23-11-2018
Os Serviços de Documentação têm a honra de convidar toda a comunidade a visitar a Exposição "Portugalliae Descriptio - Do 1º mapa conhecido (1561) ao 1º mapa moderno (1865)", que estará patente no espaço B-Lounge da Biblioteca da UMinho no campus de Azurém de 5 a 23 de novembro.
Exposição Portugalliae Descriptio
 

Esta exposição é da responsabilidade científica da professora Maria Helena Dias, professora aposentada da Universidade de Lisboa, e foi organizada com o apoio do Departamento de Geografia da Universidade do Minho e do Centro de Informação Geoespacial do Exército (IGeoE).

No ano em que se celebra o Ano Europeu do Património Cultural, esta exposição revisita reproduções de alguns dos mapas mais representativos da imagem de Portugal ao longo da História da Cartografia portuguesa.

A inauguração decorrerá esta segunda-feira, dia 5, às 18h, com uma aula aberta sobre o tema, proferida pelo professor Luís Miguel Moreira do Departamento de Geografia da Universidade do Minho.
Entrada livre.

Reuniram-se neste álbum alguns dos mapas mais representativos da imagem de Portugal. Eles sucedem-se desde o mais antigo que se conhece, publicado há mais de quatro séculos, até à primeira representação moderna do país, mais austera no seu rigor, contemporânea da organização institucional e da profunda renovação oitocentista das actividades cartográficas. Embora mostrando pormenores diferentes, são todos mapas gerais, de pequena escala, e quase todos impressos: alguns conheceram uma grande difusão, sobretudo por integrarem atlas muito apreciados à época, enquanto outros, certamente pela sua tiragem limitada, são raros e hoje nem sequer se encontram em bibliotecas ou arquivos nacionais. Uns são coloridos e ricamente ornamentados; outros são a preto e branco mas fruto de técnicas de impressão muito diferentes. Às vezes, voltam para o topo da folha a costa ocidental portuguesa ou, então, para fazerem ver como os inimigos poderiam abordar o país, viram para esse lado a extensa fronteira terrestre oriental; outras vezes, voltam o Norte para cima, como é actualmente prática corrente. Na maioria esboça-se ainda muito ficticiamente o terreno, com pequenos montes em perspectiva, enquanto nos mapas modernos as curvas de nível deambulam e preenchem o território. Alguns lugares são marcados, em certos casos, por pequenas construções que extravasam o espaço que a escala lhes deveria dar, em vez de serem remetidos a círculos abstractos, de dimensões hierarquizadas, como hoje.
As imagens deste álbum são o testemunho visível do que foi acontecendo no campo da Cartografia ao longo de 300 anos, tantos quantos os que separam o primeiro do último mapa, e relembram a importante e indiscutível contribuição portuguesa para os progressos científicos e técnicos à escala mundial. Mas relatam-nos também o modo como, durante vários séculos, a imagem do território nacional foi comercialmente divulgada pelos europeus e por todos observada.
Comparando-os e confrontando-os com a nossa imaginação do mesmo espaço, todas estas imagens nos estimulam a pensar de outra forma o país que é o palco das nossas vidas.

Maria Helena Dias, 2007

> Catálogo da exposição

AULA ABERTA
Dia 5 de novembro, às 18h00

Tendo como ponto de partida a visita à exposição, nesta aula, discutiremos alguns aspetos relacionados com a História da Cartografia portuguesa revelados a partir da cartobibliografia de cada um dos exemplares: o contexto sociopolítico da sua elaboração; os progressos técnicos e científicos da Cartografia; os circuitos de comercialização e de divulgação; os leitores, etc.  
 
Luís Miguel Moreira é professor convidado equiparado a Professor Auxiliar no Departamento de Geografia da Universidade do Minho. Licenciado em Geografia pela Universidade do Porto, Mestre em História das Populações e Doutor em Geografia Humana, ambos pela Universidade do Minho.
É membro investigador no Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa e é membro externo do Grupo de Trabajo de Historiografía e Historia de la Geografía del Instituto de Historiografía Julio Caro Baroja, de la Universidad Carlos III de Madrid.
Tem desenvolvido investigações no âmbito da História da Cartografia e da Geografia Histórica, centrando a atenção no tema das fronteiras, mais especificamente da "Raia" luso-espanhola. Presentemente, é investigador do Projeto "Trazar La Línea: Teoría Y Práctica de Las Delimitaciones Fronterizas Luso-franco-Españolas (1750-1936)". [Proyecto Cso2015-65301-P (Mineco/ Feder)], coordenado por Jacobo García Alvarez, da Universidade Carlos III, Madrid, 2016-2019.



contactos
Universidade do Minho
Serviços de Documentação
Telef.: 253 60 41 50
E-mail: sdum@sdum.uminho.pt
 
voltar 
 
  © 2018 Universidade do Minho  - Termos Legais  - actualizado por SDUM Símbolo de Acessibilidade na Web D.
 
ISO9001   Entidades certificadas:
Biblioteca Geral da Universidade do Minho
Biblioteca da Universidade do Minho em Guimarães